Cadastro Único

Local: São João do Polêsine RS


 

 

Informações sobre Cadastro Único e Programa Bolsa Família retiradas diretamente do site do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS (http://mds.gov.br/)

no dia 02/05/2016

 

Cadastro Único – CadÚnico:

O que é e para que serve?

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único) é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda. Nele são registradas informações como: características da residência, identificação de cada pessoa, escolaridade, situação de trabalho e renda, entre outras. A execução do Cadastro Único é de responsabilidade compartilhada entre o governo federal, os estados, os municípios e o Distrito Federal. Em nível federal, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) é o gestor responsável, e a Caixa Econômica Federal é o agente operador que mantém o Sistema de Cadastro Único.
O Cadastro Único está regulamentado pelo Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007, e outras normas.

 

Quem Pode se cadastrar

 

Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa;

Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos;

Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo.

 

Como se cadastrar?

 

Para se inscrever no Cadastro Único, é preciso que uma pessoa da família se responsabilize por prestar as informações de todos os membros da família para o entrevistador. Essa pessoa —chamada de Responsável pela Unidade Familiar (RF) — deve ter pelo menos 16 anos e, preferencialmente, ser mulher. O Responsável Familiar é quem poderá garantir que as informações comunicadas durante a entrevista são verdadeiras, além de se comprometer a atualizar o cadastro sempre que houver mudanças na família, sendo assim o cadastro é auto declaratório.

O Responsável Familiar deve procurar o setor responsável pelo Cadastro Único ou pelo Bolsa Família na cidade em que mora. Se não souber onde fica o local de cadastramento, pode buscar essa orientação no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua casa. Em muitas localidades, o próprio CRAS realiza o cadastramento das famílias.

 

Abaixo está a relação dos principais programas federais usuários do Cadastro Único:

 

Programa Bolsa Família

Tarifa Social de Energia Elétrica

Programa Minha Casa Minha Vida

Carteira do Idoso

Aposentadoria para Pessoas de Baixa Renda

Telefone Popular

Isenção de Pagamento de Taxa de Inscrição em Concursos Públicos

Programas Cisternas

Água para Todos

Bolsa Verde (Programa de Apoio à Conservação Ambiental)

Bolsa Estiagem

Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais/ Assistência Técnica e Extensão Rural

Programa Nacional de Reforma Agrária

Programa Nacional de Crédito Fundiário

Crédito Instalação

Carta Social

Serviços Assistenciais

Programa Brasil Alfabetizado

Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti)

 

 

 

 

 

Conheça o Programa Bolsa Família:

 

O que é?

 

O Bolsa Família é um programa que contribui para o combate à pobreza e à desigualdade no Brasil. Ele foi criado em outubro de 2003 e possui três eixos principais:

Complemento da renda — todos os meses, as famílias atendidas pelo Programa recebem um benefício em dinheiro, que é transferido diretamente pelo governo federal.

Acesso a direitos — as famílias devem cumprir alguns compromissos (condicionalidades), que têm como objetivo reforçar o acesso à educação, à saúde e à assistência social.

Articulação com outras ações — o Bolsa Família tem capacidade de integrar e articular várias políticas sociais a fim de estimular o desenvolvimento das famílias, contribuindo para elas superarem a situação de vulnerabilidade e de pobreza.

A gestão do Bolsa Família é descentralizada, ou seja, tanto a União, quanto os estados, o Distrito Federal e os municípios têm atribuições em sua execução. Em nível federal, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) é o responsável pelo Programa, e a Caixa Econômica Federal é o agente que executa os pagamentos.

O Programa Bolsa Família está previsto em lei — Lei Federal nº 10.836, de 9 de janeiro de 2004 — e é regulamentado pelo Decreto nº 5.209, de 17 de setembro de 2004, e outras normas. A legislação sobre o Programa pode ser consultada no link: http://mds.gov.br/assuntos/bolsa-familia/legislacao-teste/legislacao.

 

Quem pode participar?


O Programa Bolsa Família atende às famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza. Foi utilizado um limite de renda para definir esses dois patamares. Assim, podem fazer parte do Programa:

-Todas as famílias com renda por pessoa de até R$ 77 mensais;
- Famílias com renda por pessoa entre R$ 77,01 e R$ 154 mensais, desde que tenham, em sua composição crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.


Como se cadastrar?

 

Não existe um cadastro específico do Programa Bolsa Família. Na realidade, quando a pessoa fala que fez o cadastro do Bolsa, ela se inscreveu no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, ou apenas Cadastro Único.

 

Como as famílias entram no Programa?

 

A inscrição no Cadastro Único não garante a entrada imediata no Bolsa Família. A seleção das famílias é feita por um sistema informatizado, a partir dos dados que elas informaram no Cadastro Único e das regras do programa. Não há interferência de ninguém nesse processo.

A concessão do benefício depende de quantas famílias já foram atendidas no município, em relação à estimativa de famílias pobres feita para essa localidade. Além disso, o governo federal precisa respeitar o limite orçamentário do programa.

As famílias selecionadas recebem um cartão de saque, o Cartão Bolsa Família, emitido pela Caixa Econômica Federal (CAIXA) e enviado para a casa delas pelos Correios. Junto com o cartão, a família recebe um panfleto com explicações sobre como ativá-lo, o calendário de saques do Bolsa Família e outras informações.

O Bolsa Família é dinâmico, isto é, todos os meses, há famílias que entram e outras que saem do programa.

Sendo estas explicações não é de responsabilidade do município em selecionar as famílias que vão receber o benefício Bolsa Família e muito menos ter a possibilidade de sacar o benefício em nome de qualquer pessoa cadastrada.

 

Como as famílias saem do Programa?

 

O Bolsa Família possui mecanismos de controle para manter o foco nas famílias que vivem em condição de pobreza e de extrema pobreza. Por isso, periodicamente saem famílias do programa, principalmente porque não atualizaram as informações cadastrais ou porque melhoraram de renda, não se adequando mais ao perfil para receber o benefício.

O descumprimento dos compromissos nas áreas de educação e de saúde também pode levar ao cancelamento do benefício.

 

No município de São João do Polêsine os responsáveis pelo Programa Bolsa Família/ Cadastro Único são:

 

Gestora Municipal: Sonia Maria Antonello Cadore

 

Gestora Máster – Andressa Sihe Druzian

 

Digitadora/entrevistadora – Maira Salete dos Santos Sonego

 

Coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social – CRAS – Geisa Taís Dickow

 

Secretário de Município de Saúde e Assistência Social – Matione Sonego

 

Prefeita Municipal – Valserina Maria Bulegon Gassen

 

Mais informações sobre o Cadastro Único e sobre o Programa Bolsa Família poderão ser solicitadas no Centro de Referência de Assistência Social do município de São João do Polêsine.

Sociais

© 2015 São João Fm - Todos os direitos reservados.